NAS UNHAS ESMALTE PRETO

EU CANTO PORQUE O INSTANTE EXISTE E A MINHA VIDA ESTÁ COMPLETA. NÃO SOU ALEGRE E NEM SOU TRISTE: SOU POETA.

CECÍLIA MEIRELES.

Escrevo com a velocidade dos sentimentos que se embaralham no meu peito. As vezes escrevo vários poemas num dia e noutros nem mesmo um. Tem dias que estou em paz, mas noutros a angustia me arrebenta por dentro. Nada me passa despercebido! Enquanto eu ainda tiver alguns dos meus sentidos, pego caneta e papel, tenho a ânsia de escrever. Nosalai é um pseudônimo que eu criei juntando dois codinomes que minha mãe costumava me chamar. Escrevo desde os 12 anos de idade, por isso, não coloco as datas em todos os meus poemas. Ah sim, eu só uso esmalte preto!

Sobre Mim

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Sou mutante. Adoro o negro e a cor do sangue! Não consigo usar sempre o mesmo perfume e nem mesmo o mesmo sabonete. Meu coração grita por liberdade. Vivo todos os sentimentos intensamente. Eu não conheço meio termo. Sou mística e exotérica. Posso ser gótica ou angelical.Tenho a sensibilidade a flor da pele e um sexto sentido de bruxa. Gosto das coisas boas! Estou sempre de bem com a vida. Adoro rir! Pessoas inteligentes me atraem. Impaciência faz parte de mim.
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes… tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos. Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer: - E daí? Eu adoro voar! Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre Clarice Lispector

quarta-feira, 4 de maio de 2011

CALA


Cala... não devo ouvir-te!
Nem enfrentar os teus olhos...
Nosso segredo seria revelado
Não pode ser...
Não é possível...
Cala... pois nesse abismo
Eu me vou junto a ti
Pois temos morrido todas às vezes
Que nos encontramos e não partilhamos
Nossos proibidos desejos...
Cala... em teus olhos eu vejo a ânsia
Do beijo por nós dois tanto sonhado
E nunca d’antes trocado!


Nosalai RJ

9 comentários:

Anônimo disse...

quero que vc se lixe

Vinicius.C disse...

Olá!!

Calar- como quem pede ao coração que entenda, como quem esconde um pétala no fundo dos olhos. calar sem porq calar.

Quero agradecer seu carinho no Alma, estive ausente cuidando de problemas pessoais e mesmo assim vc se manteve presente, deixando comentário. eu realmente fico muito grato!!

Um beijo enorme e vou tentar estar mais presente prometo!

Te espero no Alma.
Vini

Nosalai disse...

Nosalai disse...
olá anônimo! Já respondi um comentário seu.
Repondo esse também: Eu não vou ficar lixada como tu. Estou muito feliz com a minha vida e com meu novo amor.
Vai te tratar, para evitares essas cenas tristes na tua vida.
Bola pra frente caro anônimo a fila anda!

Fica bem e seja bem vindo!

4 de maio de 2011 18:00

Amapola disse...

Boa noite, querida amiga Nosalai.

Poema lindo, menina...
Romântico, sensual e sublime.

Um grande abraço.

Everson Russo disse...

Muitas vezes ao calar,,,se diz muito,,,se diz tudo,,,só o olhar já basta...grande beijo de bom dia pra ti querida...

Everson Russo disse...

Um final de semana cheio de carinho e muita poesia pra ti minha querida amiga...beijos e beijos e beijos...

Vozes de Minha Alma disse...

Quem sabe o silêncio não evitou um outro dissabor...
Calar neste momento foi sublime.
Só não cale as tuas letras, que nas entrelinhas, dizem muito do teu olhar.
Um abraço afetuoso, beijos.

Lena disse...

Nosalai,
Amei sua passada lá no Amadeirado. Valeu! Gostei muito daqui e virei mais vezes. Bjkas e um fds maravilhoso!

Teófilo Silva disse...

Nosalai.
Não compreendi o primeiro comentário deste post.
Os invejosos estão onde menos se espera.:)))
Estou solidário quanto ao post como também ao seu blog.
Em relação ao comentário que deixou no meu blog, obrigado não só pela visita mas também por me elucidar sobre essa adoração da Rita pelo Brasil.
Volte sempre.
Beijos