NAS UNHAS ESMALTE PRETO

EU CANTO PORQUE O INSTANTE EXISTE E A MINHA VIDA ESTÁ COMPLETA. NÃO SOU ALEGRE E NEM SOU TRISTE: SOU POETA.

CECÍLIA MEIRELES.

Escrevo com a velocidade dos sentimentos que se embaralham no meu peito. As vezes escrevo vários poemas num dia e noutros nem mesmo um. Tem dias que estou em paz, mas noutros a angustia me arrebenta por dentro. Nada me passa despercebido! Enquanto eu ainda tiver alguns dos meus sentidos, pego caneta e papel, tenho a ânsia de escrever. Nosalai é um pseudônimo que eu criei juntando dois codinomes que minha mãe costumava me chamar. Escrevo desde os 12 anos de idade, por isso, não coloco as datas em todos os meus poemas. Ah sim, eu só uso esmalte preto!

Sobre Mim

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Sou mutante. Adoro o negro e a cor do sangue! Não consigo usar sempre o mesmo perfume e nem mesmo o mesmo sabonete. Meu coração grita por liberdade. Vivo todos os sentimentos intensamente. Eu não conheço meio termo. Sou mística e exotérica. Posso ser gótica ou angelical.Tenho a sensibilidade a flor da pele e um sexto sentido de bruxa. Gosto das coisas boas! Estou sempre de bem com a vida. Adoro rir! Pessoas inteligentes me atraem. Impaciência faz parte de mim.
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes… tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos. Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer: - E daí? Eu adoro voar! Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre Clarice Lispector

sábado, 25 de abril de 2009

RENASCER


de Older
para Nosalai
data 20 de abril de 2009 08:51


Não é só cabeça de mulher que fantasia, cabeça de homem também, ou melhor as cabeças que fantasiam são aquelas que buscam sempre o algo mais, aquele pormenor que nos leva a voar tão alto.
Beijos.
Toma esta então, escrevi agora quando acordei.

Renascer

Porquê te vestes,
com o negro manto da morte?
Porquê te banhas de sangue,
para mostrar-se forte?
Porquê te cobres de negro,
como se fora sua cor de sorte?
Lava-te.
Banha-te com águas límpidas.
Retira toda a sujeira de teu corpo.
Remova toda a terra carcomida que
está em sua pele.
Liberta-te
desta prisão do ossos
que te oprime.
Brilhe.
Não te escondas mais
atrás de personagens
que nada dizem a ti.
Deixe a timidez de lado.
Mostre-se.
Você é guerreira.
Renasça para a luz.

Older Bandeira 20 de abril de 2009

de Nosalai
para Older
data 20 de abril de 2009 13:11


Ai ameiiiiiiii esse poema é tudo... Te juro parece que falavas pra mim!!!
Eu adorei muito. Eu tenho esse lado que você coloca tão bem escrito no poema
e também tenho o outro lado. Penso que tenho em mim 2 corações um do amor e outro das paixões. São opostos e daí surge eu aquela que está entre dois corações. Perdida em seus sentimentos e revoltada com o amor. Uma se lamenta, outra se vinga.
Older seus escritos me envolvem em muitas histórias, Estou muito feliz e honrada com suas permissões para coloca-los em meu blogue e também de receber este aqui em primeira mão; que é uma jóia, parece uma leitura de minha alma.
Beijos

de Older
para Nosalai
data 20 de abril de 2009 14:52


Foi pra vc sim, e inspirada no que vejo no seu blog de pesias e no culinária, duas pessoas totalmente antagônicas.
Não que uma seja melhor ou pior do que a outra, não, as duas tem sua importância no contexto geral, ambas se completam.
Primeira poesia ou composição minha, a você.
Beijos

de Nosalai
para Older
data 22 de abril de 2009 16:56


Eu adorei é simplesmente linda! É tão verdadeira! É como uma leitura de mim. Amigo a poesia jorra de você. Eu sempre soube disso.
Também adoro receber pedaços de suas poesias. Tudo que um poeta escreve fala à alma na hora certa, independentemente de ter sido ou não escrito especialmente para nós, pois, depois que escrevemos algo, não nos pertence mais.
Mas ser retratada em meu momento mais verdadeiro de ambiguidade, tão espelhado tão estampado bem na frente de meus olhos. Foi inesperado e maravilhoso e devo isso a você: um amigo cada vez mais querido.
Beijos.

Dentro de minha ambiguidade e carregando o peso de ter em mim 2 ou 3 mulheres conflitadas eu identico bem duas delas.

A QUE SE LAMENTA
http://www.youtube.com/watch?v=fj1yQOj2OPw

A QUE SE VINGA
http://www.youtube.com/watch?v=gy3f4n4mjfI
http://www.youtube.com/watch?v=BDcFa16ZisY

A QUE ESTÁ SURGINDO NOVA EM FOLHAS
http://www.youtube.com/watch?v=eKzdk79rXyc
http://www.youtube.com/watch?v=SvxgKFI-vwo

3 comentários:

Older disse...

Seja ambígua,
seja luz.
Seja as trevas,
que me seduz.
Só não deixe de sonhar
e de escrever.
Só não querias me alcançar,
ou me esquecer.

Beijos linda, suas poesias e composições continuam fantásticas.

maria rosa disse...

Muy interesante este intercambio de sentimientos.
Estas guapisima, tienes unos ojos con una mirada muy profunda.
Felicidades a los dos por sus composiciones.

Beijos.

Simplesmente Mariza disse...

Estou lendo um livro muito interessante, e, tem uma frase que me chamou atenção, porque me lembrei da maravilha que encontro aqui, nos dois amigos...poesia ...."melíflua....mas tão forte que parece o som de uma cascata de rochas descendo com estrondo por uma calha".....é exatamente isto.